Marinho é eleito presidente do PT estadual

Ex-prefeito de São Bernardo do Campo tenta se credenciar como candidato do partido ao governo de São Paulo em 2018

Vamar Hupsel Filho, Impresso

08 de maio de 2017 | 00h12

O PT elegeu ontem presidentes de 24 diretórios estaduais do partido, além de delegados que votarão para a eleição da nacional que ocorre em junho. Em São Paulo, o ex-prefeito de São Bernardo do Campo Luiz Marinho, membro da corrente interna majoritária, a Construindo um Novo Brasil (CNB), foi eleito com 64% dos votos válidos. Um dos aliado mais próximos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Marinho tenta se credenciar como candidato do partido ao governo de São Paulo em 2018.

A eleição encerrou o 6.º Congresso Nacional do Partido dos Trabalhadores Marisa Leticia Lula da Silva, cuja abertura, na sexta-feira, contou com a presença de Lula e do ex-presidente do Uruguai José Mujica.

Moção. No último dia do encontro, o PT-SP aprovou uma moção na qual exige a liberdade dos ex-ministros José Dirceu e Antonio Palocci e o ex-tesoureiro do partido João Vaccari Neto. No documento, o partido dá tratamento de presos políticos aos petistas presos da Lava Jato. “É um gesto de solidariedade diante de um processo cada vez mais politizado, com prisões alongadas e falta de provas”, disse o atual presidente do PT-SP, Emídio de Souza.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.