Marina Silva lamenta motim na Fundação Casa

No Dia Internacional da Juventude, após inaugurar mais uma das cerca de 220 Casas De Marina, comitê domiciliares de sua campanha, a candidata lamentou, em sua passagem pela região, o motim ocorrido na Fundação Casa, em Campinas, "lamento profundamente que, por falta de oportunidade, a juventude está perdendo os dias mais bonitos de suas vidas.

TATIANA FÁVARO, Agência Estado

12 de agosto de 2010 | 23h30

Quando não se tem esperança, perde-se a capacidade de sonhar" disse, propondo uma política integrada de assistência social aos jovens, educação de qualidade e oportunidade no campo da profissionalização.

A seus apoiadores, Marina Silva explicou, na rua, ao microfone, que apesar do pouco tempo disponível para propaganda eleitoral na TV, está confiante em sua campanha. "Os partidos que tem muito dinheiro acham que para ser presidente basta fazer alianças incoerente, basta ter dinheiro, basta ter tempo de televisão. Eu digo que basta ter boa vontade no coração" afirmou a candidata do PV.

Tudo o que sabemos sobre:
Fundação CasamotimMarina Silva

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.