Marina Silva desiste de candidatura e continua ministra

Depois de cinco horas de reunião com a Diretoria Executiva do PT do Acre, a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, anunciou que não sairá candidata ao governo do Estado. Ela afirma que precisa concluir sua missão no Ministério e que o vice-governador, Arnóbio Marques, "é o melhor nome para ser avaliado na convenção estadual do partido". A convenção será realizada neste domingo. Marina era a segunda alternativa do PT para a continuidade do projeto político do partido no Acre. O senador Tião Viana, primeiro a ser cogitado, foi vetado pelo Tribunal Superior Eleitoral por ser irmão do governador Jorge Viana. Na reunião desta quarta-feira, com a recusa de Marina, a Executiva do partido optou pelo vice-governador Arnóbio Marques, conhecido como Binho, que exerce o cargo de secretário estadual de Educação. O vice-governador é amigo pessoal de Marina e foi incentivador de sua carreira universitária. Os dois prestaram vestibular e concluíram juntos o curso de História da UFAC (Universidade Federal do Acre).O governador Jorge Viana, sondado para coordenar a campanha para a reeleição de Lula, anunciou que vai decidir seu futuro político na segunda-feira, depois que o partido referendar a candidatura de Binho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.