Marina se irrita com email com falsa declaração de apoio a Serra

'Não usem meu nome para o vale-tudo eleitoral', afirmou Marina em nota

Daiene Cardoso/SÃO PAULO, Agência Estado

27 de outubro de 2010 | 22h38

Email usando uma declaração antiga da senadora e candidata derrotada do PV à Presidência, Marina Silva, provocou a fúria da ex-presidenciável. Ao ser informada que militantes do PSDB estariam divulgando a informação de que ela teria se posicionado em favor do candidato tucano José Serra, Marina fez críticas duras à iniciativa de simpatizantes do tucano. "Não usem meu nome para o vale-tudo eleitoral", disse Marina, em nota distribuída na noite desta quarta-feira, 27.

 

Segundo sua assessoria, um endereço de correio eletrônico falso e um post do blog "Eu Vou de Serra 45" redistribuiu aos simpatizantes da senadora verde uma declaração dada por ela ainda durante o primeiro turno. Na época, Marina disse que o "Brasil não pode ser entregue a quem não conhece".

 

A nota publicada nesta quarta pelo blog "Eu Vou de Serra 45" diz: "Em campanha no Sul do País, a candidata Marina Silva, do PV, fez críticas em relação ao desconhecimento geral sobre a biografia da candidata do PT, Dilma Rousseff. Em café da manhã em Curitiba com lideranças do PV paranaense, Marina pediu ao povo brasileiro que 'pense duas vezes' antes de fazer suas escolhas. 'Que o povo brasileiro pense duas vezes antes de entregar o futuro do Brasil para quem não conhecemos direito', disse ela."

 

Marina repudiou o conteúdo do blog. "Infelizmente, muitos não aprenderam nada com os resultados das urnas e continuam a promover a política de mais baixo nível ao usar estratagemas banais para buscar votos", declarou a senadora, de acordo com nota de sua assessoria.

 

Na nota, Marina reforça que seu partido decidiu pela independência neste segundo turno. "Estamos no final do segundo turno e os brasileiros já tiveram acesso a muitas informações sobre os candidatos à Presidência. Não há mais desconhecidos. O eleitor vai às urnas consciente da sua escolha e não sujeitará a formação de sua opinião àqueles que usam artifícios ingênuos para distorcer a realidade", afirmou Marina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.