José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

Marina: não vou fazer com Dilma o que ela faz comigo

Marina disse também ter um histórico pessoal que não será atingido pelas campanhas dos adversários

ANA FERNANDES, Estadão Conteúdo

15 de setembro de 2014 | 18h13

A candidata à Presidência pelo PSB, Marina Silva, disse que, mesmo que aconselhada por marqueteiros, não pretende mentir sobre os adversários. Sobre a presidente Dilma Rousseff (PT), Marina disse achar que ela não deve estar confortável em fazer "ataques injustos". "A presidente Dilma pode ter certeza que não vou fazer com ela o que ela está fazendo comigo", afirmou, em um evento sobre cultura na capital paulista.

Marina disse também ter um histórico pessoal que não será atingido pelas campanhas dos adversários. "Mesmo que essas mentiras me reduzam a pó, minha história não muda por causa dessas mentiras", disse.

A candidata citou figuras histórias que foram alvo de críticas, como Gandhi e Martin Luther King, e voltou a dizer que é vítima de processo semelhante ao que aconteceu com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na campanha presidencial de 1989.

Ela afirmou que, no Nordeste, onde esteve no fim de semana, pessoas disseram acreditar que ela acabaria com programas como o Bolsa Família e o Minha Casa, Minha Vida. "Você acha que isso é coisa de uma pessoa só? Só se fosse o Exterminador do Futuro", disse, repetindo que faz uma luta de vários Golias contra um Davi.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesMarina silvadilma rousseff

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.