Marina manterá estratégia da política de conteúdo local

A candidata à Presidência Marina Silva (PSB) disse nesta quinta-feira, 11, que a política de conteúdo local é "uma conquista que favorece as empresas brasileiras", "estratégica" e que terá continuidade. "É uma questão que merece atenção, tem uma curva de aprendizagem. Essa curva de aprendizagem deve ser considerada pelas empresas e pelo Estado, mas é fundamental que permaneça porque é estratégica para que se tenha uma melhor qualidade do desempenho das empresas", afirmou em entrevista coletiva em evento do Clube de Engenharia, no Rio.

MARIANA SALLOWICZ E TIAGO ROGERO, Estadão Conteúdo

11 de setembro de 2014 | 18h57

Segundo a candidata, a política do conteúdo local é importante para a geração do emprego, avanço da tecnologia e para que se tenha um "processo virtuoso na economia".

Questionada sobre uma possível mudança proposta em seu programa de governo, disse que seu plano fala em uma curva de aprendizagem, que é "para aperfeiçoar".

Sobre energia nuclear, afirmou que não haverá ampliação da matriz energética. "Vamos manter os empreendimentos que já estão em curso, Angra 3 e os que já estão em processo de geração de energia".

A respeito de relações exteriores, caso eleita, diz que qualquer País com o qual o Brasil tiver relação será primado para que as "políticas de defesa de direitos humanos, respeito a liberdade e democracia, se estabeleça como uma valor".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.