Marina insiste em explicação de Mantega sobre Receita

A candidata do PV à Presidência da República, Marina Silva, cobrou mais uma vez explicações do ministro da Fazenda, Guido Mantega, sobre a quebra de sigilo fiscal, desta vez de Verônica Serra, filha do candidato do PSDB, José Serra. "Não pode o ministro da Fazenda ficar em silêncio. É mais que um incômodo, é uma omissão", disse a candidata após participar da sabatina promovida pelo jornal O Estado de S.Paulo.

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

01 de setembro de 2010 | 13h23

Marina defendeu ainda uma investigação rigorosa sobre o episódio e pediu que a Receita Federal mostre para a população que há segurança no sistema. "É preciso mostrar para a sociedade o que está acontecendo", afirmou a candidata ao reclamar da "situação de descontrole" da Receita. A candidata disse que a apuração precisa acontecer num ritmo adequado, sem pressa, para que não haja "prejuízo do processo".

Além do esclarecimento sobre a quebra do sigilo de pessoas ligadas ao candidato tucano, Marina defendeu a punição dos responsáveis pelo vazamento. "Quer seja por fins políticos ou não, é grave o que está acontecendo", avaliou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.