Marina evita encontro com Alckmin em Santos-SP

A candidata iria assistir ao jogo da seleção no Café Carioca, mas ao saber de tucano, segui para a casa da sogra, que mora na cidade

Rejane Lima, da Agência Estado

28 de junho de 2010 | 16h46

SANTOS - A candidata do PV à Presidência da República, Marina Silva, cancelou ida nesta segunda-feira, 28, ao Café Carioca, tradicional ponto de passagem dos candidatos em campanha em Santos, para não cruzar com o tucano Geraldo Alckmin, candidato ao governo de São Paulo. Depois de conceder entrevista na Associação Comercial de Santos, no centro histórico de Santos, Marina despediu-se dos assessores de campanha e seguiu com a família para assistir ao jogo do Brasil na casa de sua sogra, que mora na cidade.

Marina lembrou que no início dos anos 90 viveu por um ano e meio na cidade, na casa de sua sogra. Nessa época, a candidata já estava casada com o atual marido, Fábio Vaz de Lima, que é santista, e fazia tratamento médico nas policlínicas do município e no hospital Albert Einstein, em São Paulo.

Já o tucano não dispensou a ida ao café carioca, onde comeu pastel com os candidatos ao Senado Orestes Quércia (PMDB) e Aloysio Nunes Ferreira (PSDB), rodeados por diversos outros políticos. De lá, o grupo seguiu para a Vila Belmiro, para acompanhar o jogo da seleção junto com o candidato do PSDB ao Palácio do Planalto, José Serra, que chegou a Santos e seguiu diretamente para o estádio do Santos Futebol Clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.