Marcos de Paula/Estadão
Marcos de Paula/Estadão

Marina diz que usam contra ela tática usada contra Lula

A candidata afirmou ainda que "aqueles que estão usando a mentira como o Collor usou contra Lula comigo me chamaram de Collor

MARIANA SALLOWICZ E TIAGO ROGERO, Estadão Conteúdo

11 de setembro de 2014 | 20h52

Diante do auditório lotado do Clube de Engenharia, no Rio, a candidata à Presidência Marina Silva (PSB) afirmou que "os mesmos preconceitos e mentiras" que eram usados contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na campanha de 1989 são agora dirigidos a ela.

"Naqueles seringais, eu colocava a camiseta do Lula e ia combater cada preconceito que era lançado contra ele, (diziam) que não tinha experiência administrativa, (chamavam de) analfabeto, tudo o que é defeito. Eu nunca imaginei que eles iriam usar os mesmos preconceitos e as mesmas mentiras. Nem criativos são", disse em meio a aplausos.

A candidata afirmou ainda que "aqueles que estão usando a mentira como o Collor usou contra Lula comigo me chamaram de Collor. O Collor é aliado deles, como o (José) Sarney e Renan (Calheiros)", afirmou. Marina encerrou o discurso dizendo que não quer a derrota da Dilma ou do Aécio: "Eu só quero a vitória do Brasil."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.