Marina diz não ter posição ideológica contra usinas

A candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, afirmou neste domingo, 14, que não tem posição ideológica contra as hidrelétricas.

RICARDO DELLA COLETTA, Estadão Conteúdo

14 de setembro de 2014 | 18h45

Marina deu a declaração durante encontro com indígenas, quilombolas e pescadores, em Brasília.

Ela recebeu uma carta de João Tapajós, liderança de comunidades no Pará, contrária à construção de um complexo de hidrelétricas na região do Tapajós. A candidata, que pouco antes havia recebido outro documento de reivindicações de populações tradicionais, afirmou que iria estudar os textos, mas que não poderia prometer atender a todas as demandas.

Embora não seja contrária a usinas, Marina ponderou que elas precisam ter responsabilidade ambiental, com a redução de impactos, e com as comunidades indígenas.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesmarina silvahidrelétricas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.