Marina diz estar focada em partido e não em eleições

A ex-senadora Marina Silva disse hoje, em entrevista à imprensa, que têm insistido em não se deixar "sequestrar pela antecipação das eleições". "Estou na agenda da minha militância. Isso não é difícil. Estou focada na coleta das assinaturas da Rede Sustentabilidade (partido que pretende fundar) e da minha militância socioambiental", respondeu, ao ser questionada sobre as recentes pesquisas de intenção de voto.

ALINE BRONZATI, Agência Estado

15 Junho 2013 | 16h12

Segundo Marina, os resultados apontados pelo Datafolha e na pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT), feita pelo MDA, têm de ser vistos como o trabalho dos institutos que estão registrando momentos da conjuntura política no seu exercício de fazer essa aferição. Sobre a possibilidade de o fato de sua ausência em eventos por motivos de saúde, como nas comemorações do dia do meio ambiente, semana em que estava gripada, ter influenciado nas pesquisas de intenção de voto, ela não vê relação.

"Estava doente na semana do meio ambiente. Agora, meio ambiente para mim é, há 30 anos, de manhã, tarde e noite. Ficar com gripe na semana do meio ambiente não vai fazer diferença alguma nas pesquisas", avaliou.

No último levantamento sobre a preferência de voto dos eleitores para o ano que vem, o Datafolha apurou que 51% votariam em Dilma, 16% em Marina, 14% em Aécio Neves e 6% no governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB). Já na pesquisa, feita pela CNT/MDA, Dilma aparece com 52,8% das intenções de voto, seguida de Aécio Neves, com 17%; Marina, com 12,5%; e Eduardo Campos, com 3,7%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.