Marina critica 'favela artificial' em propaganda eleitoral do PSDB

'Ontem, no seu programa, tinha uma favela virtual', alfinetou a candidata do PV durante debate

Anne Warth e Daiane Cardoso, da Agência Estado,

18 de agosto de 2010 | 12h38

SÃO PAULO - A candidata do PV à Presidência da República, Marina Silva, criticou nesta quarta-feira, 18, em debate eleitoral promovido na capital paulista, o presidenciável tucano, José Serra, sobre o uso de uma favela cenográfica na propaganda eleitoral gratuita.

Em uma pergunta sobre moradia para a população que vive em favelas, a candidata lembrou que visitou habitações pobres em Pernambuco e em São Paulo e recomendou a Serra que utilize favelas reais em seu programa. "Ontem, no seu programa, tinha uma favela virtual, quando temos favelas do mundo real", alfinetou.

Serra aproveitou para criticar o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e disse que o programa da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, "não fez nada". "Tenho uma experiência que quero levar para todo o País", afirmou.

O tucano admitiu que a questão da moradia é um problema a ser resolvido e afirmou que em São Paulo "se avançou muito". Ele recomendou que Marina visitasse favelas como Paraisópolis e Heliópolis, onde o governo do Estado tem projetos de urbanização. "Vale a pena visitar."

Serra ainda corrigiu Marina sobre a permanência do PSDB no governo paulista: "Foram 16 anos de PSDB. Mas agora serão 20", afirmou, referindo-se à liderança folgada do candidato do PSDB ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, na corrida ao Palácio dos Bandeirantes, de acordo com as últimas pesquisas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.