Marina: contribuinte deve checar se teve sigilo violado

A candidata do PV à Presidência da República, Marina Silva, defendeu hoje que todos os contribuintes enviem petições à Receita Federal para saber se o seu sigilo fiscal também foi quebrado - assim como o que aconteceu com Verônica Serra, filha do candidato do PSDB à Presidência, José Serra, e outras pessoas ligadas ao tucano.

WILSON TOSTA, Agência Estado

09 de setembro de 2010 | 17h23

"Acho que os brasileiros deveriam começar a peticionar a Receita Federal para saber se foram também violados em seu sigilo. Acho que é a única alternativa que resta", disse ela, após sabatina no jornal O Globo, realizada hoje no Rio de Janeiro.

Marina ainda criticou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "No caso do presidente Lula, o que se criou foi uma sensação de desamparo, porque neste momento os milhares de brasileiros violados em seu sigilo querem uma atitude por parte do Estado. Os que não sabem se foram violados querem uma atitude de firmeza de alguém dizer que isso vai parar. O presidente da República, investido simbolicamente inclusive, veio na defesa de uma única pessoa, que é a sua candidata", disse Marina.

Ela afirmou ter sentido que a atitude do presidente provocou "uma certa decepção" e disse que "a defesa deveria ser de todos os brasileiros". A candidata também condenou o procedimento adotado no caso pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, que, segundo ela, promoveu a "banalização de um crime".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.