Marina admite governar com 'melhores do PT e PSDB'

Em entrevista hoje à rádio ABC, a candidata do PV à Presidência da República, Marina Silva, reafirmou o propósito de governar, se eleita, com "os melhores do PT e do PSDB". A candidata admitiu que teria, em seu governo, os adversários José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) por suas qualificações como gestores, mas que não trata desse assunto porque "neste momento eles são candidatos".

AE, Agência Estado

28 de julho de 2010 | 13h14

"A maioria no PT é de pessoas honestas", disse a candidata, ao lembrar sua trajetória de 30 anos no partido. Durante seus eventos de campanha, Marina tem condenado a troca de acusações entre os candidatos e o fisiologismo dos partidos que apoiam seus adversários. Segundo a candidata, a proposta de sua campanha é governar com os melhores perfis dos partidos, seja do PSDB, DEM, PT ou PMDB. "Minhas alianças são programáticas", costuma dizer.

Marina reforçou que não pretende fazer campanha "desqualificando" seus adversários. "Não me coloco nesse lugar ridículo", alfinetou, durante a entrevista. De acordo com a candidata, sua principal divergência com Dilma e Serra está na visão de crescimento e sustentabilidade. "Os dois não conseguiram entender a questão ambiental, meio ambiente e desenvolvimento não são coisas antagônicas", concluiu.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçãoMarina SilvaPTPSDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.