Marcos Valério também se apresentou à Polícia Federal em Minas

Operador do mensalão, o empresário foi o condenado que recebeu a maior pena de todos os réus, com 40 anos e 10 meses de prisão

Carla Araújo, O Estado de S. Paulo

15 de novembro de 2013 | 21h21

A Polícia Federal confirmou há pouco que o empresário Marcos Valério, conhecido como o operador do mensalão, se entregou na sede da instituição em Minas Gerais. Ele chegou acompanhado de seu advogado Marcelo Leonardo.

Marcos Valério teve a maior condenação da Ação Penal 470: 40 anos e 4 meses de prisão. Ele foi condenado por corrupção ativa, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, evasão de divisas e peculato. Apenas no crime de formação de quadrilha é que cabe o embargo infringente.

O empresário será transferido, como os demais condenados, para Brasília. Ainda não há definição de quando isso acontecerá, mas, segundo a PF, deve ser ainda neste final de semana.

Dos 12 condenados que tiveram expedidos os seus mandados de prisão nesta sexta-feira oito já se entregaram à Polícia Federal

Tudo o que sabemos sobre:
MENSALÃOMarcos Valérioprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.