Marcos Valério não comenta entrevista de Sílvio Pereira

O empresário Marcos Valério Fernandes de Souza não quis comentar a denúncia do ex-secretário-geral do PT Sílvio Pereira, que o apontou como principal operador de um plano para arrecadar R$ 1 bilhão para o partido. Ele informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que não dará qualquer declaração sobre a entrevista do ex-secretário-geral, que disse que o presidente Lula continuava a mandar no PT depois de ser eleito. Valério afirmou, ainda, que tudo o que tinha a dizer sobre o escândalo do mensalão foi relatado em seus depoimentos à Polícia Federal, à Procuradoria-Geral da República e às comissões parlamentares de inquérito (CPIs) que investigaram o caso.Marcos Valério é um dos 40 denunciados pelo procurador-geral da República, Antônio Fernando de Souza, como integrantes do esquema para arrecadar dinheiro ilegalmente e manter o PT no poder. O empresário faria parte do núcleo publicitário da "organização criminosa" (nas palavras do procurador) montada com esse fim. Os outros dois núcleos mencionados por Antônio Fernando Souza são o político-partidário, que teria Sílvio Pereira como um dos integrantes, e o financeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.