Marcos Valério é preso em operação contra grilagem

A Polícia Civil em conjunto com o Ministério Público da Bahia prenderam na manhã de hoje o empresário Marcos Valério e três sócios em Belo Horizonte, durante a Operação Terra do Nunca, desencadeada nos Estados da Bahia, Minas e São Paulo, segundo a Polícia Civil.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

02 de dezembro de 2011 | 10h25

Marcos Valério foi apontado pelo Ministério Público como operador do esquema do mensalão, como ficou conhecido suposto esquema de pagamento de propina a parlamentares em troca do apoio político no Congresso durante o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

De acordo com informações do MP, Marcos Valério atuava em conjunto com advogados e oficiais de cartório de Registro Gerais de Imóveis e de Tabelionato de Notas na falsificação de documentos públicos, criando matrículas falsas de imóveis inexistentes e da União. Segundo o MP, o objetivo era entregar esses documentos para garantir dívidas das empresas de Marcos Valério.

Os agentes estão cumprindo ao menos 23 mandados de prisão e de busca e apreensão nos municípios de Barreiras, Santa Maria da Vitória e São Desidério, no oeste baiano.

Tudo o que sabemos sobre:
prisãoMarcos Valériogrilagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.