Marcos Valério é 'delinquente', afirma líder do PT na Câmara

Deputado Jilmar Tatto disse que publicitário deveria se preocupar 'com as condições da cadeia para onde vai'

JOÃO DOMINGOS, Agência Estado

11 de dezembro de 2012 | 18h25

O líder do PT na Câmara, deputado Jilmar Tatto (SP), disse nesta terça-feira, 11, ser contrário à convocação do publicitário e empresário Marcos Valério ao Congresso Nacional, como quer a oposição. Para Tatto, Valério é um "delinquente" e "deve se preocupar mais é com as condições da cadeia para onde ele vai e não ficar vindo aqui querendo aparecer e buscar atenção da mídia com acusações desesperadas".

Lideranças do PSDB e do Democratas defendem o comparecimento de Valério no Congresso para explicar as declarações prestadas por ele, em setembro, à Procuradoria-Geral da República. Em reportagem publicada nesta terça pelo Estado, Valério afirma, em depoimento ao Ministério Público, que recursos do mensalão pagaram despesas pessoais do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele disse ainda que Lula deu o aval para que os bancos Rural e BMG tomassem os empréstimos que abasteceram o esquema de compra de apoio político no Congresso.

Jilmar Tatto ressaltou que todo o Brasil conhece o presidente Lula e sua história. "Lula é um patrimônio do Brasil e como tal deve ser defendido", enfatizou. "A história dele é de conhecimento não só no Brasil, mas no mundo", complementou. Segundo Tatto, até o presidente da França, François Hollande, saiu em defesa de Lula nesta terça. Mais cedo, Hollande concedeu entrevista coletiva junto com a presidente Dilma Rousseff, que faz visita de Estado à França nesta terça e quarta-feira.

Segundo o deputado, o que está havendo é uma tentativa de "desconstrução do governo do Lula" e "depois do próprio Lula". "Isso o PT não vai deixar acontecer. O PT vai para as ruas para defender o Lula e o governo Lula", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
mensalãodepoimentoValérioTattoLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.