Marcos Valério deixa penitenciária no interior de SP

Empresário estava preso desde outubro, acusado de participar de esquema de fraudes fiscais e corrupção

Andréia Sadi, do estadao.com.br

15 de janeiro de 2009 | 18h36

O empresário Marcos Valério deixou às 18 horas desta quinta-feira, 15, a Penitenciária II de Tremembé, no interior de São Paulo, segundo confirmou o seu advogado, Marcelo Leonardo, ao estadao.com.br. Ele estava preso desde outubro de 2008, quando foi detido pela Polícia Federal.  Segundo Marcelo Leonardo, Valério segue agora para a capital de São Paulo, onde passará a noite.  Valério, que ficou conhecido no caso do "mensalão", foi preso em 2008 acusado de participar de suposto grupo criminoso, descoberto na Operação Avalanche. O grupo seria formado por empresários e servidores públicos, que praticava extorsão, fraudes fiscais e corrupção.  Na última quarta-feira, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, concedeu o habeas-corpus a Valério, que recorreu ao Supremo após o Tribunal Regional Federal ter rejeitado seu pedido. Mendes, segundo o site do STF, entendeu que o decreto de prisão preventiva não apresentava fundamentação suficiente para manter os presos acusados.  O presidente do STF também ordenou a soltura do advogado Rogério Lanza Tolentino, dos delegados Silvio Salazar e Antônio Hadano e dos agentes Daniel Ruiz Balde e Paulo Endo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.