Marcha vira tumulto em Brasília

Um grupo de manifestantes que participava da marcha contra o apagão e contra a corrupção causou um princípio de tumulto em frente ao Congresso Nacional. Manifestantes com bandeiras do movimento anarquista do PT e da CUT provocaram os policiais militares que estavam fazendo cordão de isolamento para proteger o Congresso Nacional. Eles jogaram paus e pedras nos policiais, o que provou a reação do Destacamento de Cavalaria, que chegou a desembainhar as espadas para dispersar os manifestantes que estavam fazendo as provocações.Os organizadores da marcha tentaram retirar os manifestantes de frente do Congresso Nacional conduzindo-os para a frente do palco, onde será realizado o ato público que encerrará a manifestação. Serão destacadas apenas dez pessoas para discursar sete minutos cada. Falarão os líderes dos partidos políticos e das entidades que organizam a marcha. O presidente de honra do PT, Luís Inácio Lula da Silva, será o último a discursar, encerrando o ato. A Polícia Militar estima em 30 mil o número de manifestantes, e os organizadores da marcha falam em mais de 50 mil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.