Marcha de sem-terra lembra massacre de Carajás

Cerca de 500 famílias de trabalhadores rurais, ligados ao Movimento dos Sem-Terra (MST) e à Comissão Pastoral da Terra (CPT), participam de uma marcha em direção a Maceió. A marcha faz parte das manifestações nacionais em memória dos 19 trabalhadores mortos no massacre de Eldorado dos Carajás (PA), em 1996.Os sem-terra iniciaram a marcha neste domingo. Eles saíram da cidade de Murici, a 55 quilômetros da capital do Estado, e devem chegar a Maceió nesta terça-feira, quando pernoitam no campus da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Na quarta-feira, eles entregam ao governador Ronaldo Lessa (PSB) a pauta de reivindicações para 2003.

Agencia Estado,

14 de abril de 2003 | 18h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.