Marcelo Odebrecht fará duas acareações nesta sexta-feira

Ex-presidente da empreiteira ficará diante de dois ex-executivos e também delatores da empresa que apresentaram versões distintas à sua

Rafael Moraes Moura e Beatriz Bulla, O Estado de S. Paulo

08 Março 2017 | 14h00

Brasília  - O herdeiro do grupo Odebrecht e ex-presidente da empreiteira, Marcelo Odebrecht, participará de duas acareações na tarde de sexta-feira, 10. Serão no âmbito da ação que apura se a chapa de Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB) cometeu abuso de poder político e econômico para se reeleger em 2014.

Segundo o Estado apurou, Marcelo participará de duas acareações distintas: uma com Hilberto Mascarenhas e outra com Cláudio Melo Filho.

Com as acareações, o ministro Herman Benjamin, relator da ação que pode levar à cassação do mandato do presidente Temer, pretende esclarecer "dúvidas pontuais" sobre fatos narrados pelos delatores.

Dos três delatores, apenas Melo Filho viajará a Brasília; Mascarenhas e Marcelo Odebrecht - que está preso - participarão da acareação por meio de videoconferência, de acordo com a Corte Eleitoral.

Melo Filho confirmou ao ministro do TSE que o presidente Michel Temer participou de reunião no Palácio do Jaburu e solicitou a Marcelo Odebrecht doações para o PMDB na campanha de 2014. O herdeiro da empreiteira, no entanto, disse não se recordar de um pedido feito por Temer.

Depoimento. Herman também marcou para sexta-feira, no TSE, o depoimento de José de Carvalho Filho, apontado como auxiliar de Cláudio Melo.

O PSDB pediu ao ministro acesso às transcrições dos depoimentos dos delatores da Odebrecht. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.