Marcelo Netto deixa PF após depoimento e não dá entrevista

Terminou por volta de 11h15, na sede de da Polícia Federal em Brasília, o depoimento do jornalista Marcelo Netto, ex-assessor do ex-ministro da Fazenda, Antonio Palocci. Netto deixou o prédio pela garagem privativa e não quis dar entrevista. Seu depoimento durou cerca de três horas.Na entrada, o advogado do jornalista, Eduardo Toledo, disse que seu cliente era inocente das acusações de ter participado da quebra do sigilo bancário do caseiro Francenildo dos Santos Costa e do vazamento dos extratos de sua conta de poupança na Caixa Econômica Federal para a imprensa.Toledo confirmou, no entanto, que Marcelo Netto esteve na residência de Palocci no dia 16 de março, quando funcionários da Caixa, a mando do então presidente da instituição Jorge Mattoso, violaram o sigilo do caseiro. Segundo o advogado, Marcelo Netto estava na casa na condição de assessor do ex-ministro, que passava por um momento de grave crise. "Estranho era se ele - Marcelo Netto - não estivesse lá, nesse momento tão delicado", afirmou Toledo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.