Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Marcelo Álvaro Antônio é reconduzido ao Ministério do Turismo

Exoneração foi publicada no dia anterior para que o ministro pudesse tomar posse como deputado federal

João Paulo Nucci, O Estado de S.Paulo

07 de fevereiro de 2019 | 03h37

Marcelo Álvaro Antônio voltou a ser ministro do Turismo, 24 horas depois de ter sido exonerado para assumir o cargo de deputado federal pelo PSL de Minas Gerais. A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União na madrugada desta quinta-feira, 7, com data da véspera. O decreto é assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Na madrugada anterior, a publicação da exoneração de Antônio - cujo nome de batismo é Marcelo Henrique Teixeira Dias - levantou a hipótese de que ele havia sido de fato demitido por Bolsonaro, já que enfrenta, desde o início da semana, acusações de ter montado um esquema de candidaturas laranja para desviar dinheiro do fundo partidário.

Já na quarta pela manhã o governo esclareceu que a exoneração duraria 24 horas, o suficiente para que o mineiro assumisse como deputado na Câmara, uma formalidade que não conseguira cumprir no dia 1º - data em que os parlamentares tomaram posse -, pois estava afastado por problemas médicos.

Antônio nega as acusações de que tenha participado do suposto esquema de desvio de verbas durante as eleições.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.