Maranhenses em regime de escravidão são resgatados

Dez trabalhadores maranhenses em regime de escravidão foram resgatados na última sexta-feira por equipes do Ministério do Trabalho e Emprego na Fazenda Taiçú II, em Vila Rica, no Mato Grosso. O dono da propriedade, Antônio Carlos Françolin, já havia sido flagrado em 2002, mantendo dentro de sua propriedade cerca de 110 trabalhadores em condições consideradas degradantes.De acordo com informações do ministério, o local era mantido em condições precárias, sem água potável, energia elétrica ou instalações sanitárias. Foram encontrados também um fogão e um botijão de gás, que colocavam em risco a vida dos trabalhadores.As pessoas resgatadas foram levadas para um hotel em Vila Rica e o valor das indenizações que elas devem receber foi estimado em aproximadamente R$ 30 mil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.