Reprodução
Reprodução

Maranhão usa rede social para mostrar atividades no Chile

No país andino desde terça-feira, 31, o deputado, que preside interinamente a Câmara, esteve reunido com parlamentares chilenos e alertou sobre as reformas necessárias para tirar o Brasil da crise

Daiene Cardoso, O Estado de S.Paulo

01 de junho de 2016 | 14h22

BRASÍLIA - O presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), usou hoje as redes sociais para mostrar que está cumprindo fielmente sua agenda de viagem no Chile. No Twitter, Maranhão contou que discursou aos parlamentares chilenos e disse que o Brasil precisa de uma reforma política urgente para acabar com as repetidas crises.

"Alertei que a preocupação maior do Congresso e do governo brasileiros agora é a aprovação de medidas para tirar o Brasil da crise econômica", emendou. O pepista disse ainda que destacou para os pares latino-americanos que as instituições brasileiras "funcionam perfeitamente".

No comando da Câmara há quase um mês e sem ter participado de nenhuma sessão de votação até o momento, Maranhão embarcou na última terça-feira, 31, para Santiago numa viagem oficial de quatro dias. O presidente interino participa de um evento sobre transparência na gestão pública, mas os custos da viagem, no entanto, não foram revelados.

"Nosso compromisso é o de ampliar o trabalho já eficaz da Câmara para maior transparência", disse hoje em sua página da rede social. Segundo o presidente interino, foi demonstrado no encontro as ações de transparência adotadas pelo parlamento brasileiro.

Maranhão também mencionou o encontro desta semana com o presidente em exercício Michel Temer e defendeu a aprovação de projetos urgentes que tirem o País da crise econômica e gerem empregos. "Muito bom o encontro com o presidente interino Michel Temer. Precisamos estar acima de posições político-partidárias para tirar o Brasil da crise", afirmou.

Pela programação de viagem a Santiago e Valparaíso, no litoral do Chile, Maranhão terá uma agenda cheia nesta quarta-feira, 1º. Estavam previstos encontros com o presidente do grupo de amizade Chile-Brasil, deputado Cristián Campos Lara, com o presidente da Comissão de Relações Exteriores do Chile, deputado Guillermo Teillier del Valle, com o presidente da Câmara chilena, deputado Osvaldo Andrade Lara, e com o presidente do Senado chileno, Ricardo Lagos Weber.

O roteiro da viagem previa também o discurso de Maranhão em um dos eventos, algo raro em sua atividade parlamentar em Brasília. De acordo com a assessoria, Maranhão participará de almoços e jantares oferecidos pelos parlamentares chilenos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.