Mantida cassação de vereador que trocava dentadura por voto

Por maioria de votos, o Tribunal Superior Eleitoral manteve sentença do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará que decretou a cassação do diploma do vereador de Sobral, Tiago Ramos Vieira. Ele foi cassado após denúncia feita pelo Ministério Público Eleitoral que o acusou de nas eleições municipais de 2000 ter prometido aos eleitores doar próteses dentárias em troca de votos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.