Mantega: saída de Mares Guia não prejudica CPMF

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse hoje que a saída do ministro das Relações Institucionais, Walfrido dos Mares Guia, é uma perda para o governo. "Ele desempenha um papel fundamental, faz isso muito bem e é um companheiro solidário." Mantega afirmou, no entanto, que a saída do ministro não prejudicará as negociações para a aprovação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) no Senado."Acredito que vamos aprovar a CPMF até dezembro", disse Mantega, acrescentando que o governo deve ter mais de 49 votos a favor da prorrogação. "Temos coesão na base aliada e acredito que membros da oposição vão votar com o governo", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.