Mantega pede a Grupo do Rio solução para limites a investimentos

O ministro do Planejamento Guido Mantega disse, nesta sexta-feira, que o Grupo do Rio não encontrou ainda uma solução para definir mecanismos de financiamento em infra-estrutura que solucionem a questão dos limites fiscais para os investimentos. Segundo ele, os ministros que participam da reunião do Grupo do Rio decidiram encaminhar uma proposta para que os limites fiscais aos investimentos continuem como parte da discussão entre os 19 países que compõem o grupo."Não há solução fácil, porque não falta financiamento mas há excesso de recursos disponíveis em instituições como a Corporação Andina de Fomento (CAF), o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES)", disse o ministro. "Tem dinheiro sobrando, a questão é como fazer investimentos apesar da questão fiscal", completou. Mantega participou da XVIII reunião de Chefes de Estado do Grupo do Rio, que será encerrada nesta sexta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.