Mantega nega ingerência política na Receita Federal

Questionado sobre as demissões no Fisco, ministro da Fazenda ironizou: "Que demissões?"

Renata Veríssimo, Agência Estado

25 de agosto de 2009 | 10h59

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, negou há pouco que esteja havendo ingerência política na administração da Receita Federal, como afirmam 12 servidores do órgão, que entregaram seus cargos, ontem, em protesto contra a demissão de integrantes do grupo da ex-secretária Lina Vieira. Ao ser questionado sobre as demissões na Receita, ao chegar ao Ministério, Mantega ironizou: "que demissões?".

 

O ex-coordenador de Estudos, Previsão e Análise da Receita, Marcelo Lettieri, que está entre o grupo demissionário, também chegou há pouco ao Ministério da Fazenda, mas não quis comentar o assunto. Ele disse que não dará entrevistas e que a sua manifestação é a que está escrita na carta encaminhada ontem à tarde ao Secretário da Receita, Otacílio Cartaxo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.