Mantega: não tem número definido para o corte do Orçamento

No entanto, o ministro garantiu que ideia é que se faça um corte definitivo, sem que seja revertido ao longo do ano

Fábio Graner, de O Estado de S.Paulo,

11 de janeiro de 2011 | 12h28

BRASÍLIA - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta terça-feira, 11, que não há nenhum número definido para o corte do Orçamento de 2011. Segundo ele, os dados da peça orçamentária, aprovada pelo Congresso, ainda estão sendo processados e serão feitas a partir de agora, com reuniões com cada Ministério para definir as restrições. Ele reiterou que não há nenhum número definido para isso e disse que a ideia é que se faça um corte definitivo, que não seja revertido ao longo do ano.

 

Questionado se o governo trabalharia para fazer uma poupança extra além da meta de superávit primário deste ano (hipótese já mencionada pelo próprio ministro em outra ocasião), Mantega apenas riu e agradeceu, encerrando a breve entrevista na portaria do Ministério da Fazenda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.