Mantega não descarta mudança no indexador das dívidas

O ministro do Planejamento, Guido Mantega, afirmou hoje que "não descarta" uma mudança no indexador das dívidas de Estados e municípios com a União, como defendem candidatos a prefeito de várias capitais. "Não examinamos essa proposta, mas toda proposta será examinada. Nós mesmos já fixamos uma mudança de indexador nas contas federais", disse o ministro, referindo-se ao índice composto pelo IGP-DI e pelo IPCA que hoje é utilizado pela equipe econômica. "Não descarto, mas também não asseguro", prosseguiu. Atualmente, os contratos da dívida com a União estão atrelados ao IGP-DI, que cresceu 112% desde 1998, enquanto o IPCA - cuja variação mais se aproxima da receita dos governos - subiu 58% no mesmo período.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.