Mantega não dará mais entrevistas até o fim do mês

Depois das especulações sobre mudanças na equipe econômica, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, decidiu não dar mais entrevistas até o final do mês.Ele viaja no próximo dia 14 para a Austrália, onde participa da reunião do G-20 - grupo de países em desenvolvimento com foco maior na agricultura, e retorna ao Brasil no dia 22. Até lá, o ministro não atenderá nenhum pedido de entrevista. No que for possível, as entrevistas serão concedidas pelos secretários. A estratégia contraria o perfil do ministro que, desde que assumiu o Ministério da Fazenda, costuma fazer declarações quase que diariamente. Este hábito foi intensificado durante a campanha eleitoral. Ao chegar no início da tarde desta terça-feira ao Ministério da Fazenda, o ministro apenas respondeu rapidamente a uma pergunta dos jornalistas. A nova estratégia atende a uma ordem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva que, na semana passada, pediu aos seus ministros que evitassem alimentar o debate sobre as alterações na equipe econômica e pediu que suspendessem "o fogo amigo" contra o presidente do BC, Henrique Meirelles.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.