Mantega elogia ação conjunta de 'entes federados'

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse na manhã desta quinta-feira, 24, que a ação conjunta dos vários entes da Federação tem dado bons resultados ao longo do tempo, apesar de alguns conflitos, como a guerra fiscal. Disse ainda que esses entes têm conseguido implementar o desenvolvimento econômico e social no País.

EDUARDO CUCOLO, RENATA VERÍSSIMO E RICARDO BRITO, Agência Estado

24 de outubro de 2013 | 12h01

Mantega citou que os investimentos têm se avolumado nos últimos anos. O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), por exemplo, executou R$ 665 bilhões. O Programa de Ajuste Fiscal (PAF) liberou espaço fiscal para Estados de R$ 100 bilhões. Por meio do Proinvest, o governo federal liberou mais R$ 20 bilhões, disse o ministro, que destacou ainda a ampliação das Parcerias Público-Privadas (PPPs).

Ele citou também o programa de obras de infraestrutura e logística de R$ 500 bilhões. Disse ainda que isso se deu em um período de 3 anos em que "passamos por uma situação um pouco mais difícil do ponto de vista do espaço fiscal e da economia mundial".

"A necessidade de investimento dos Estados está sendo coberta por esses empreendimentos. Há uma cobertura bastante razoável. Temos feito mudanças nas PPPs, que estão sendo adotadas. Começamos a implementar programas de infraestrutura com obras em Estados e municípios (R$ 500 bilhões), é até maior a partir de Libra. Fundamental para logística."

Tudo o que sabemos sobre:
MantegaSenado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.