Mantega diz que Casa da Moeda não tinha irregularidade

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse hoje que não houve nenhuma denúncia de irregularidade formal, concreta, que não fosse investigada pelo Ministério da Fazenda. Ele fez a afirmação durante audiência na CAE do Senado em relação à situação do então presidente da Casa da Moeda, Luiz Felipe Denucci. "Não só sobre isso como qualquer assunto. Desafio alguém a dizer o contrário."

CÉLIA FROUFE, Agência Estado

13 de março de 2012 | 14h28

Mantega voltou a citar toda a história envolvendo as denúncias contra Denucci. Ele lembrou que se tratou de uma "denúncia anônima" sobre contratos de venda e salientou que, no período em que esteve à frente da Casa, Denucci lidou com a realização de muitas transformações no órgão, como aquisições de novos equipamentos. O ministro disse que o Ministério Público acatou a denúncia e fez a verificação e, depois, arquivou procedimento sem encontrar irregularidade.

"O Ministério da Fazenda ficou sabendo disso meses depois" , argumentou. Mesmo assim, de acordo com o ministro, a conclusão foi a de que seria criada uma comissão de sindicância no início de 2011. "Até hoje não se detectou nenhuma irregularidade."

Mantega destacou que, no início de 2012, o jornal Folha de São Paulo fez um artigo com denúncia sobre depósitos. Ele lembrou que, três dias depois, a Fazenda decidiu pela constituição da comissão, depois que a CGU solicitou informações. "Depois, o Ministério da Fazenda pediu ao Ministério da Justiça que a Polícia Federal investigasse o caso", alegou. "Este é o procedimento da Fazenda, que não se baseia em boatos e em fofoca. Só em denúncia formal."

Tudo o que sabemos sobre:
SenadoMantega

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.