Mantega diz que ainda não há acordo sobre valor do mínimo

O valor de R$ 380 para o salário mínimo em 2007, acordado entre os ministros do Trabalho e da Previdência com representantes das centrais sindicais na noite de terça-feira, ainda não é uma proposta do governo, afirmou o ministro da Fazenda, Guido Mantega. De acordo com o ministro, o assunto ainda será tratado na tarde desta quarta-feira com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A posição da Fazenda continua sendo pelo valor de R$ 367, reforçou Mantega. "O governo ainda não tem uma posição a esse respeito. O acordo não está fechado", disse o ministro a jornalistas, ao chegar ao Congresso Nacional, onde apresentará as grandes linhas da política econômica do segundo mandato do presidente Lula. O ministro acrescentou que o valor de R$ 380 implica em um aumento de gastos para um Orçamento "que já está apertado".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.