Mantega diz a assessores que Rodrigues pediu desculpas

O ministro do Planejamento, Guido Mantega, ficou "surpreso" com o noticiário do fim de semana, segundointerlocutores. "Ele não esperava, porque o seu relacionamento com o Ministério da Agricultura sempre foi cordial", disse umapessoa p róxima ao ministro. Mantega passou a manhã de hoje em despachos internos e estava "tranqüilo". À tarde, recebeu oministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rosseto. Depois, seguiria para o Palácio do Planalto.O ministro comentou com assessores que recebeu, no domingo, um telefonema do ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues.Segundo relatou, Rodrigues lhe pediu desculpas e explicou que havia feito "um desabafo". Ele se desculpou, também, pelo fatode trazer à discussão temas que já estão sendo encaminhados pelo governo. O Ministério do Planejamento tem registradoque, no último dia 9, Rodrigues foi recebido por Mantega. A reunião havia sido marcada em resposta ao único pedido deaudiência feito por Rodrigues neste ano. Depois disso, segundo assessores do Planejamento, houve uma série de telefonemasentre os dois ministros, tudo em clima "cordial".Assessores de Mantega asseguram que as negociações com os fiscais agropecuários, cuja greve teria sido a gota d?águapara o desabafo de Rodrigues, caminham bem. Eles dizem que o ministro da Agricultura chegou a elogiar a condução do diálogo. Os fiscais suspenderam sua greve. No entanto, explicam eles, trata-se de uma "trégua" até o dia 29, em apoioa Rodrigues. O Planejamento informa, ainda, que o governo Luiz Inácio Lula da Silva está promovendo mais concursos públicosdo que a administração anterior. Uma das queixas de Rodrigues é a dificuldade em realizar concursos para contratar maisfiscais agropecuários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.