Mantega demite ex-secretário particular de Palocci

O Diário Oficial publica, hoje, portaria do ministro da Fazenda, Guido Mantega, demitindo Ademirson Ariovaldo da Silva, ex-secretário particular do ex-ministro Antonio Palocci. Ademirson ficou conhecido em virtude de suspeitas levantadas pela CPI dos Bingos de que era através do telefone celular 8111-7197, registrado em nome da Presidência da República mas operado por ele, que o ex-ministro da Fazenda mantinha contato com ex-assessores na prefeitura de Ribeirão Preto, integrantes da chamada "República de Ribeirão Preto".Tanto que esse celular recebeu, em pouco mais de dois anos, mais de 30 mil ligações, e entre os interlocutores estavam, entre outros, os ex-assessores Rogério Buratti, Vladimir Poleto e Ralph Barquete, além de empresários como Roberto Colnaghi, dono de um avião que teria transportado suposta doação de dólares de Cuba para a campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2002; Roberto Kurzweil, dono de um veículo que teria transportado esse mesmo dinheiro de Campinas para a sede do PT, na capital paulista, e Marcelo Franzine, da Leão Leão, contratada pela prefeitura de Ribeirão Preto para efetuar a varrição das ruas da cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.