Manifestantes vaiam menção ao nome do líder do PT na Câmara

A comissão de dez parlamentares do PT, escolhida hoje pela bancada do partido na Câmara para representá-la na manifestação dos servidores públicos contra a reforma da Previdência, foi ao mesmo tempo vaiada e aplaudida, ao caminhar do edifício-sede do Congresso até a manifestação, que estava na frente do Ministério da Integração Nacional e já próxima do Itamaraty. O líder do PT, deputado Nelson Pellegrino, foi vaiado quando foi anunciado que ele faria um pronunciamento aos servidores. Segundo Pellegrino, a comissão vai dizer aos manifestantes que estará acompanhando as audiências que o comando dos servidores terá, hoje, com ministros que têm gabinete na Presidência da República e com o ministro da Previdência, Ricardo Berzoini, bem como com os presidentes da Câmara, João Paulo Cunha (PT-SP), e do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Dirá, ainda, que a própria comissão também está disposta a receber as sugestões dos servidores sobre a proposta de reforma da Previdência. Quanto à participação de parlamentares petistas da manifestação, Pellegrino disse que é questão individual de cada parlamentar e que a liderança não tem orientação a dar aos deputados sobre isso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.