Antonio Cruz/Agência Brasil
Antonio Cruz/Agência Brasil

Manifestantes protestam em frente ao STF contra decisão sobre a Justiça Eleitoral

Cerca de 100 pessoas se reuniram em frente ao Supremo neste domingo, 16; na quinta, STF decidiu que Justiça Eleitoral deveria julgar crimes como corrupção e lavagem de dinheiro quando associados a caixa dois

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de março de 2019 | 14h56

BRASÍLIA - Cerca de cem manifestantes se reuniram na manhã deste domingo, 17, em frente ao Supremo Tribunal Federal, em Brasília, para protestar contra a decisão da Corte de ter definido a Justiça Eleitoral como o foro competente para julgar crimes como corrupção e lavagem de dinheiro quando associados ao caixa 2.

A manifestação começou por volta de 10h com cerca de 50 pessoas. A estimativa da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) é que, apesar da chuva, cerca de 100 pessoas, até as 11h, participavam do ato. Eles levavam faixas com os dizeres "STF, qual o seu negócio?" e "Quem mandou matar a Lava Jato?". 

Durante a semana, o Supremo foi alvo alvo de ataques nas redes sociais e críticas de integrantes da Lava Jato. Na quinta, o ministro Dias Toffoli, presidente do STF, anunciou a abertura de inquérito criminal para apurar fatos relacionados a notícias “falsas”, denúncias caluniosas, ameaças e infrações que atingem a honra de membros do STF e seus familiares. 

No Senado, a CPI da "Lava Toga", que mira no chamado "ativismo judiciário" de ministros de cortes superiores, conseguiu na sexta-feira o número de assinaturas necessárias para ir adiante

A manifestação foi organizada pelas redes sociais e havia previsão de atos em outras cidades, entre as quais São Paulo e Rio de Janeiro. / Com informações da Agência Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.