Julio Cesar Lima/Estadão
Julio Cesar Lima/Estadão

Manifestantes pró-Bolsonaro arrancam faixa a favor da educação em Curitiba

Ato na capital paranaense ocorreu na praça Santos Andrade, ponto comum de manifestações; faixa foi retirada sob aplausos dos presentes

Paulo Beraldo e Luiza Pollo, especial para O Estado, O Estado de S.Paulo

26 de maio de 2019 | 17h45

CURITIBA - Manifestantes pró-Bolsonaro arrancaram uma faixa em defesa da educação pública que estava afixada à fachada do prédio histórico da Universidade Federal do Paraná (UFPR), em Curitiba, neste domingo, 26. O edifício fica na praça Santos Andrade, local que costuma ser ponto de início de manifestações na capital paranaense.

A faixa, na qual se lia "Em defesa da educação #OrgulhoDeSerUFPR #UniversidadePública #EuDefendo", foi retirada sob aplausos de manifestantes. Um deles afirma, em vídeo que circula nas redes sociais, que "prédio público não pode ser utilizado de forma ideológica".

O reitor da UFPR, Ricardo Marcelo Fonseca, classificou a ação como "inacreditável" em sua conta no Twitter.

Neste domingo, atos convocados para apoiar o presidente Jair Bolsonaro aconteceram em diversos municípios ao redor do País. As maiores manifestações foram realizadas em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Entre as demandas, a aprovação da reforma da Previdência e do pacote anticrime do ministro Sérgio Moro foram as principais.

Críticas ao chamado Centrão - grupo de parlamentares que não é nem de oposição nem do governo - também deram o tom de parte dos atos, assim como protestos contra a atuação do Supremo Tribunal Federal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.