Manifestantes pedem mediação de Gilberto Carvalho

As lideranças dos movimentos sociais do campo, que impedem o acesso ao Ministério da Agricultura, em Brasília, desde o início da manhã desta quarta-feira, 16, querem a presença do ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, na audiência que terão com ministro da Agricultura, Antônio Andrade.

VENILSON FERREIRA, Agência Estado

16 de outubro de 2013 | 11h26

O coordenador nacional do Movimento Sem Terra, Alexandre Conceição, disse ao Broadcast que a presença de Carvalho é importante pelo fato de ser o interlocutor do governo com os movimentos sociais. Os manifestantes continuam bloqueando, desde a madrugada de hoje, todas as entradas do Ministério da Agricultura.

Conceição afirmou que, na audiência com Andrade, os movimentos vão pedir respostas concretas para as reivindicações. Ele querem uma nova política de crédito, pois consideram que o Programa Nacional da Agricultura Familiar (Pronaf), não atende as expectativas.

Eles querem, ainda, uma solução para o endividamento dos pequenos produtores assentados. Outra reivindicação é a retomada das desapropriações para novos assentamentos. Conceição disse que "o governo da presidente Dilma Rousseff não realiza novos assentamento há 1 ano e três meses". Por enquanto, o impasse continua, embora Andrade tenha se disposto a receber os manifestantes.

Tudo o que sabemos sobre:
MSTContagBrasíliamanfiestação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.