Manifestantes pedem intervenção no DF a Lula

Presidente foi 'recepcionado' no CCBB de Brasília por um grupo de universitários do movimento 'Fora Arruda'

Leonêncio Nossa, da Agência Estado,

17 de fevereiro de 2010 | 16h16

Cerca de 20 estudantes universitários de Brasília, que integram o movimento "Fora Arruda", "recepcionaram" o presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta tarde ao Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB). "Ô Lula, não enrola, intervenção federal, agora", gritavam os estudantes, que defendem a intervenção em Brasília, depois do escândalo do "Mensalão do DEM", e da prisão do governador licenciado, José Roberto Arruda.    

 

Veja também: 

link STF deve julgar habeas corpus de Arruda semana que vem

link Arruda deve receber visita de Paulo Octávio nesta quarta

Os estudantes não querem que o presidente receba o governador em exercício, Paulo Octávio, que pretende pedir o apoio do governo federal à sua administração. "Lula não arrodeia, bota também o Paulo Octávio na cadeia". Assim que o presidente entrou no prédio do CCBB, onde funciona a sede provisória do governo federal, os estudantes leram a seguinte carta ao presidente, em voz alta:

"Querido Luiz Inácio. Em um passado recente houve acusação de que o senhor mantinha relação com o mensalão. Até onde sabemos, nada ficou comprovado. Esperamos que agora o senhor não estabeleça relação com mensaleiro comprovado e documentado", afirma a carta, acrescentando que o presidente deve dar "um bolo" no governador Paulo Octávio e não recebê-lo. Até o momento, não foi confirmada a audiência do governador com o presidente.

Antes de chegar ao CCBB, Lula foi ao Palácio do Planalto visitar as obras de reforma. A previsão é de que o Palácio seja entregue no dia 21 de abril, no aniversário de Brasília.

Tudo o que sabemos sobre:
mensalãoDFLulamanifestação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.