Hélvio Romero/Estadão
Hélvio Romero/Estadão

Manifestantes organizam atos em apoio à Lava Jato

Juiz Sérgio Moro é tratado como herói nacional por manifestantes

Diego Emir e Leonardo Augusto, O Estado de S. Paulo

17 Outubro 2015 | 11h27

O Movimento Vem Pra Rua coordena uma série de atos pelo País neste sábado, 17, para manifestar apoio à Operação Lava Jato.

Em São Luís, no Maranhão, cerca de 10 pessoas estão em frente a sede da Polícia Federal, no bairro da Cohama. Segundo a manifestante Ana Lourdes Marques, essa é uma ação pontual de apoio à Polícia Federal e ao juiz Sérgio Moro e faz parte de uma ação maior, que deve levar pessoas às ruas também em outras cidades brasileiras. 

Já em Belo Horizonte, Minas Gerais, cerca de 20 pessoas participam da manifestação em frente ao prédio da Justiça Federal, no bairro de Santo Agostinho. Há faixas de apoio ao juiz Sérgio Moro - responsável pelos processos da operação em primeira instância -, que é tratado como "herói nacional". Em Minas, o protesto também acontece em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, e em Ipatinga, no Vale do Aço, ao leste do estado.

A coordenadora do movimento Vem pra Rua em Minas Gerais, Carla Girodo, afirma que o objetivo da manifestação deste sábado não é atrair muitas pessoas, mas "mostrar o que está acontecendo no Brasil". O protesto é em apoio à Lava Jato que, conforme Girodo, "apura o maior escândalo de corrupção da história do país". 

Laços em papel foram colocados em árvores e grades da rampa de acesso ao prédio. Segundo Girodo, eles simbolizam o fortalecimento da justiça. "Percebemos que o governo trabalha para que tudo acabe em pizza. Não podemos deixar que isso aconteça. É preciso que as instituições continuem funcionando e bem", disse.

Mais conteúdo sobre:
Operação Lava Jato

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.