Manifestantes já se concentram na Avenida Paulista em SP

Manifestantes já se concentram na Avenida Paulista em SP

Grupo se prepara para atos contra o governo Dilma na capital paulista

Paulo Saldaña , O Estado de S. Paulo

15 de março de 2015 | 12h43

São Paulo - A avenida Paulista já está fechada entre a rua Augusta e Alameda Campinas neste domingo, 15, onde mais tarde está programada manifestação contra o governo da presidente Dilma Rousseff. Em frente ao Masp, ponto de encontro, já há pessoas vestindo camisa do Brasil e faixas pedindo o impeachment. Por enquanto, o trânsito nas proximidades flui bem.

Ainda não há estimativas da Polícia Militar do número de manifestantes. São esperados seis carros de som pela Paulista. Pelo País, desde o começo da manhã há protestos registrados em ao menos 17 Estados e no Distrito Federal.

Uma carreta de motociclistas atravessou a avenida no fim da manhã, todos em apoio à manifestação. Foi um desfile de motos como Harvey Davidson e BMWs. Quando um manifestante levantou a bandeira sobre o aumento da gasolina, todos aplaudiram e reagiram com buzinas.

Os atos na capital são organizados pelo Movimento Brasil Livre (MBL), que defende o impeachment e a privatização de estatais, e pelo Vem Pra Rua, que grita o "Fora Dilma", mas diz não pregar o afastamento da presidente. Os movimentos prometem atos pacíficos.

Tudo o que sabemos sobre:
Dilma Rousseffprotestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.