Pedro Venceslau/ Estadão
Pedro Venceslau/ Estadão

Manifestantes fazem cordão em frente ao portão de embarque em Congonhas

Ex-presidente Lula, preso e condenado na Lava Jato, vai para Curitiba

O Estado de S.Paulo

07 Abril 2018 | 19h35

Após o ex-presidente Lula,  condenado e preso da Lava Jato, deixar a sede no sindicato dos Metalúrgicos do ABC, manifestantes da UNE, UBEs, UJS, PCDoB e PT fizeram um cordão em frente ao portão de embarque das autoridades em Congonhas. Os manifestantes dizem que o comboio desviou para a PF na Lapa

+++Lula, enfim, preso

"Fizemos um cordão para recebê-lo, não para impedir sua entrada. Queremos que o Lula esteja nos braços do povo até o fim", disse Mariana Dias, presidente da UNE.

+ AO VIVO: Confira as últimas informações sobre a prisão de Lula

Vídeo mostra o momento em que apoiadores de Lula se desentenderam enquanto aguardam a chegada do ex-presidente no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. 

O ex-presidente Lula chegou à sede da Polícia Federal em São Paulo por volta de 19h40, uma hora depois de se entregar. Na sede da Superintendência da PF ele foi submetido ao exame de corpo de delito. Depois seguiu de helicóptero para o aeroporto de Congonhas, de onde será levado para Curitiba, base da Lava Jato, para cumprir a pena de 12 anos e um mês de reclusão no processo do triplex do Guarujá.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.