Clarissa Thomé/Estadão
Clarissa Thomé/Estadão

Manifestantes fazem ato em apoio à prisão de Sérgio Cabral

Ato está concentrado na frente da Superintendência da Polícia Federal, onde está o ex-governador do Rio

Clarissa Thomé e Roberta Pennafort, O Estado de S.Paulo

17 de novembro de 2016 | 10h06

RIO - A prisão do ex-governador Sérgio Cabral atraiu manifestantes para a porta da Superintendência da Polícia Federal, na zona portuária. O desempregado Edson Rosa, de 47 anos, figura conhecida da jornada de protestos de junho de 2013, levou seus cartazes para a PF. "Je suis Sérgio Cabral na cadeia já", diz uma das inscrições.

"Ele é culpado dessa quebradeira do Rio, é o culpado de tudo", disse o manifestante, que chegou a participar das ocupações na porta da casa da casa do ex-governador em 2013.

O tenente do Corpo de Bombeiros Valdelei Duarte, exonerado por Cabral em 2012 durante manifestação da categoria por melhores condições de trabalho, soltou fogos. "Eu vim aqui comemorar. Ele mandou 12 bombeiros para Bangu 1, no regime diferenciado, coisa que não se faz nem com Fernandinho Beira-Mar assim que ele foi preso. Eu sabia que a Justiça seria feita".

Pessoas que se exercitam no Boulevard Olímpico também gritavam em direção à PF. "Cabral, você esperou. E a sua hora chegou". Mais cedo, um homem ficou parado em frente à superintendência com notas de reais presas à roupa.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.