Manifestantes começam a desocupar Câmara do DF

Os manifestantes que ocupam o prédio da Câmara Legislativa do Distrito Federal - tanto os que apoiam o governador José Roberto Arruda, quanto os estudantes que pedem o seu impeachment - fizeram um acordo com o comando da Polícia Militar para desocupar o local de forma pacífica.

VANNILDO MENDES, Agencia Estado

08 de dezembro de 2009 | 16h25

Os grupos que começaram a deixar o prédio da Assembleia Legislativa no meio desta tarde estão utilizando saídas diferentes para evitar o confronto. Alguns saem espontaneamente e outros são puxados pelos braços pelos policiais, mas sem violência e sem resistência.

Os estudantes que estão acampados na Câmara Distrital desde a semana passada saem pela portaria da frente, onde dois ônibus cedidos pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) estarão aguardando por eles. Já os manifestantes pró Arruda vão deixar o prédio por uma saída lateral.

Mais de mil manifestantes dos dois grupos, pró e contra o governador do Distrito Federal, estão do lado de fora da Câmara Distrital. Assim que o prédio for desocupado, os trabalhos legislativos devem ser retomados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.