Felipe Rau|Estadão
Felipe Rau|Estadão

Manifestantes colocam e CET tira pedalinho e boneco de Lula em ponte em São Paulo

Grupo de direita faz nova provocação ao ex-presidente em referência a brinquedos encontrados em sítio frequentado por ele em Atibaia

O Estado de S. Paulo

15 de março de 2016 | 09h01

O Movimento Endireita Brasil, fundado em 2006 e que defende mudanças nos partidos que se classificam de direita no País, fez uma nova provocação ao ex-presidente Lula nesta manhã ao botar um pedalinho e um boneco do petista como presidiário no meio-fio da via na ponte Cidade Jardim, na zona sul da capital paulista. 

O objeto, que também foi utilizado em protestos contra o PT em todo o País no domingo, 13, faz referência aos dois brinquedos encontrados no sítio em Atibaia frequentado pelo ex-presidente e que está na mira da Operação Lava Jato por ter recebido reformas de empreiteiras investigadas no esquema de corrupção da Petrobrás. Os dois pedalinhos que estavam em um lago tinham capas com os nomes dos netos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e foram comprados pelo subtenente do Exército e assessor especial da Presidência destacado para prestar serviço ao petista por R$ 5,6 mil.

Ao ser levado coercitivamente para depor no dia 4 de março, o ex-presidente criticou a preocupação dos investigadores com o brinquedo. "Eu fico chateado de ver um delegado de Polícia Federal se preocupar com pedalinho (ininteligível)", afirmou Lula.

Ainda nesta manhã, a Companhia de Engenharia de Tráfego retirou o pedalinho que estava no meio fio da via.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.