Manifestantes cercam Lula no Planalto por moradia

Após serem atendidos, os grupos se reuniram no Planalto com um representante da secretaria da presidência

Agência Brasil

02 de outubro de 2007 | 16h01

Integrantes de movimentos por moradia popular cercaram nesta terça-feira, 2,  o presidente Luiz Inácio Lula da Silva na porta do Palácio do Planalto, em Brasília. Eles cobravam acesso aos recursos do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS) e do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).  Depois de serem atendidos por Lula, os grupos se reuniram no Planalto com um representante da Secretaria-Geral da Presidência.  Lavrador No mês passado, o  lavrador Angelo de Jesus, de Pindobaçu (BA), invadiu o Palácio do Planalto. Muito nervoso, ele anunciava que queria falar com o presidente e foi detido por seguranças.  Ao ser detido, ele gritava "presidente, socorre eu". Angelo de Jesus disse que estava havia quatro dias sem comer e precisava falar com Lula. Ele foi levado em uma ambulância do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal para o Hospital de Base de Brasília. O lavrador  foi recebido pelo chefe de gabinete da presidência, Gilberto Carvalho , um dia após ter tentado invadir o Planalto.  Com jeito humilde e carregando uma imagem de São Lázaro, Ângelo disse que a desesperada tentativa de conversar com o Lula tinha um único objetivo: salvar a Bahia da corrupção.

Tudo o que sabemos sobre:
ManifestantesPlanaltolavrador

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.